QUANDO A REALIDADE CALA: VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA INTRAFAMILIAR CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM MOSSORÓ-RN

Autores

  • Gláucia Russo Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Hiago Trindade
  • Juliana Dantas Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.
  • Jéssica Nogueira Univesidade do Estado do Rio Grande do Norte.

DOI:

https://doi.org/10.22422/2238-1856.2014v14n27p159-180

Resumo

O presente artigo busca refletir sobre a violência intrafamiliar contra crianças e adolescentes em Mossoró-RN, entre 2009 e 2012, particularmente em sua modalidade psicológica. Para tanto, foram realizadas revisão de literatura e pesquisa documental a partir dos prontuários do CREAS. Entre outras reflexões, os dados apontam para uma oscilação entre o número (a nosso ver, reduzido e distante da realidade concreta) denunciado de casos de violência psicológica intrafamiliar na cidade estudada, demonstrando sua invisibilidade e a necessidade de quebrar o silêncio que a rodeia, desnaturalizando-a e contribuindo para a garantia dos direitos fundamentais de crianças e adolescentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gláucia Russo, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte

Doutora em Ciências sociais pela Universidade Federal do Rio Grando do Norte (UFRN). Atualmente, é pesquisadora e professora adjunto da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.

Hiago Trindade

Bacharel em Serviço Social pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Mestrando em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio Grando do Norte (UFRN). Atualmente é professor substituto da Faculdade de Serviço Social da UERN.

Juliana Dantas, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.

Bacharel em Serviço Social pela Univesidade do Estado do Rio Grande do Norte.

Jéssica Nogueira, Univesidade do Estado do Rio Grande do Norte.

Bacharel em Serviço Social pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e mestrando em Serviço Social pela mesma Universidade.

Referências

ARIÈS, P. História Social da Criança e da Família. 2. ed. São Paulo: LTC (Grupo GEN), 1981.
AZEVEDO, M. A.; GUERRA, V. N. A. Violência Psicológica Doméstica: vozes da juventude. São Paulo: Laboratório de Estudos da Criança (LACRI), 2001.
BRASIL. Estatuto da Criança e do Adolescente. In: CRESS SER. Lei 8.069, de 13 de julho de 1990. Coletânea de Leis. Porto Alegre, 1996-1999.
______. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a fome. Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS. Guia de Orientação n. 01. 1ª versão. Brasília-DF, s/d. (mimeo).
DIÓGENES, G. Os sete sentimentos capitais: exploração sexual comercial de crianças e adolescentes. 2. ed. São Paulo: Annablume, 2008.
ENGELS, F. A origem da família, da propriedade privada e do Estado. Tradução de Leandro Konder. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2010.
______. Sobre o papel do trabalho na transformação do macaco em homem. In: ANTUNES, Ricardo (Org.). A dialética do trabalho: escritos de Marx e Engels. São Paulo: Expressão Popular, 2004.
FALEIROS, V. P.; FALEIROS, E. S. Escola que protege: enfrentando a violência contra crianças e adolescentes. 2. ed. Brasília, 2008.
GUERRA, V. N. A. Violência de pais contra filhos: a tragédia revisitada. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2008.
KRUG, E. G. Relatório mundial sobre violência e saúde. Genebra: Organização Mundial da Saúde, 2002.
MARX, K. O capital: crítica da economia política. v. 1. Livro 1. São Paulo: Nova Cultural Ltda, 1996.
MICHAUD, Y. A violência. São Paulo: Ática, 1989.
RIBEIRO, M. M; MARTINS, R. B. Violência doméstica contra crianças e adolescentes: a realidade velada e desvelada no ambiente escolar. 6ª reimp. Curitiba: Juruá, 2009.

SAFFIOTI, H. I. B. A Síndrome do pequeno poder. In: AZEVEDO, Maria Amélia; GUERRA, Viviane Nogueira de Azevedo (Org.). Crianças Vitimizadas: a síndrome do pequeno poder. Ed. amp. 2. ed. São Paulo: Iglu, 2007. p. 49-95.
SILVA, H. O. Marco conceitual da violência contra a Criança e o Adolescente: análise da Violência contra a Criança e o Adolescente, segundo o Ciclo de Vida no Brasil. São Paulo: Global/Unicef, 2005.
WAISELFISZ, J. J. Mapa da violência 2012: crianças e adolescentes do Brasil. Disponível em: <mapadaviolencia.org.br/pdf2012/MapaViolencia2012_Criancas_e_Adolescentes.pdf>. Acesso em: 18 mar. 2013.

Downloads

Publicado

2014-08-30