EQUIDADE DE GÊNERO E WELFARE STATE PÓS-INDUSTRIAL: A CONTRIBUIÇÃO DE NANCY FRASER

Autores

  • Alex Myller Duarte Lima Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Lúcia Cristina dos Santos Rosa Universidade Federal do Piauí (UFPI)

DOI:

https://doi.org/10.22422/2238-1856.2014v14n28p57-77

Resumo

O presente artigo pretende discutir os possíveis modelos de welfare state pós-industrial sob a ótica feminista, avaliando-os segundo a capacidade que detenham para realizar a equidade de gênero nos termos em que esta é pensada pela filósofa norte-americana Nancy Fraser. Nesse sentido, nem o modelo chamado de provedor universal nem aquele denominado paridade do cuidador – que em termos gerais são defendidos pelas diversas correntes do feminismo – parecem capazes de efetivar as radicais propostas igualitaristas do feminismo. Daí a solução de Fraser, que ela chama de modelo do cuidador universal. Assim, sob a luz da concepção de justiça fraseriana, são criticadas visões reducionistas que pretendem restringir a justiça social a uma de suas dimensões, seja econômica, seja cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex Myller Duarte Lima, Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Mestre em Ética e Epistemologia (UFPI). Especialista em Gestão Fiscal pela Faculdade Michelângelo-DF. Bacharel em Direito (UFPI).

Lúcia Cristina dos Santos Rosa, Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Pós-doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Doutora em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco (2000). Doutora em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000). Mestre em Serviço Social pela Universidade Federal de Pernambuco (1994). Atualmente é Professora Associada III da Universidade Federal do Piauí.

Referências

ARRETCHE, Marta Teresa da Silva. Emergência e desenvolvimento do welfare state: teorias explicativas. Bib. Boletim Informativo e Bibliográfico de Ciências Sociais, n. 39, n. 1, p. 3-40, sem. 1995,

ESPING-ANDERSEN, Gosta. Social foundations of postindustrial economies. New York: Oxford University Press, 1999.

______. Primera lección. Familia y revolución del papel de la mujer. In: ESPING-ANDERSEN, Gosta; PALIER, Bruno. Los tres grandes retos del Estado del bienestar. Tradução de Pau Joan Hernandéz. Barcelona: Planeta, 2010. p. 19-54.

FRASER, Nancy. After The Family Wage: Gender Equity and the Welfare State. Political Theory, n. 22, p. 591-618, nov. 1994.

______. From Redistribution to Recognition? Dilemmas of Justice in a 'Postsocialist' Age. New Left Review, n. I/212, p. 68-93, jul.-ago. 1995.

______. After The Family Wage: a postindustrial thought experiment. In: FRASER, Nancy. Justice interruptus: critical reflections on the ‘postsocialist’ condition. New York: Routledge, 1997. p. 41-66.

______. Recognition without Ethics? Theory, Culture & Society, London, v. 18, n. 2-3, p. 21-42, 2001.

FRASER, Nancy; HONNETH, Axel. Redistribution or recognition?: a political-philosophical exchange. Londres: Verso, 2003.

LIMA, Alex Myller Duarte. Justiça em Nancy Fraser. 2010. Dissertação (Mestrado em Ética e Epistemologia) – Universidade Federal do Piauí, Teresina, 2010.

NUSSBAUM, Martha. Women and Human Development. New York: Cambridge University Press, 2000.

PALIER, Bruno. Presentación. Un Estado del bienestar par alas envejecidas sociedades posindustriales. In: ESPING-ANDERSEN, Gosta; PALIER, Bruno. Los tres grandes retos del Estado del bienestar. Tradução de Pau Joan Hernandéz. Barcelona: Planeta, 2010. p. 7-18.

ROSA, Lúcia Cristina dos Santos. CAPS: um serviço de classe, gênero e etnias. 2014. Tese (Pós-doutorado em Saúde Coletiva) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014.

UNITED NATIONS ORGANIZATION. United Nations Development Programme. Human Development Report 2003: millennium development goals: a compact among nations to end human poverty. New York: Oxford University Press, 2003.

UNITED NATIONS ORGANIZATION. United Nations Development Programme. Human Development Report 2005: international cooperation at a crossroads: Aid, trade and security in an unequal world. New York: Hoechstetter Printing Co., 2005.

Downloads

Publicado

2014-11-30