GÊNERO, MARXISMO E SERVIÇO SOCIAL

Autores

  • Vanessa Bezerra de Souza UNIRIO

DOI:

https://doi.org/10.22422/2238-1856.2014v14n27p13-31

Resumo

O presente artigo trata das desigualdades sociais existentes entre homens e mulheres, conhecidas no debate teórico e político como relações de gênero. Consideramos que o gênero é uma categoria em disputa teórica e política e que as acusações feitas à tradição marxista, acerca de uma pretensa insensibilidade à questão de gênero, não procedem. Trata-se, na verdade, de uma tentativa de desqualificação dessa vertente crítica, visando remeter o problema das relações de gênero a um quadro conceitual nitidamente pós-moderno, em que a articulação entre gênero e classe social é dissolvida. O Serviço Social é abordado a partir de uma perspectiva que conjuga classe e gênero, demonstrando sua utilidade tanto para o entendimento da intervenção e da formação profissional quanto para a análise da própria institucionalização da profissão.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Bezerra de Souza, UNIRIO

Professora do Curso de Serviço Social da UNIRIO

Referências

ALMEIDA, Sueli Souza. Relações de gênero: notas preliminares para análise de seu potencial heurístico. Rio de Janeiro: UFRJ, 1997.
ARAÚJO, Clara. Marxismo, feminismo e o enfoque de gênero. Revista Crítica Marxista, São Paulo, n. 10, 2000.
CFESS. Código de Ética Profissional do Assistente Social. In: BONETTI, Dilséia et al. Serviço Social e ética. São Paulo: Cortez/CFESS, 1996.
______. Assistentes Sociais no Brasil: elementos para o estudo do perfil profissional. Brasília: CFESS, 2005.
GARCIA, Francisco Montero. Ser Social, Dominação e Violência: um estudo do binômio dominação-violência a partir de uma perspectiva ontológica, com ênfase na questão de gênero. São Paulo: PUC-SP, 1999.
IAMAMOTO, M. V. O Serviço Social na Contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez, 1998.
LOURO, Guacira Lopes. Nas redes do conceito de gênero. In: LOPES, Marta Julia Marques; MEYER, Dagmar Estermann; WALDOW, Vera Regina (Org.). Gênero e saúde. Porto Alegre: Artmed, 1996. p. 7-18.
MARX, K. Teses sobre Feuerbach. In: MARX, K.; ENGELS, F. Textos 1. São Paulo: Sociais, 1977. p. 125-128
NETTO, J. P. O que é marxismo. São Paulo: Brasiliense, 1985.
______. A construção do projeto ético-político do Serviço Social frente à crise contemporânea. In: Capacitação em Serviço Social e Política Social. Módulo 1 – Brasília: CEAD/ABEPSS/CFESS, 1999. p. 91-111.
SAFFIOTI, Heleieth Iara Bongiovani. Posfácio: conceituando o gênero. In: SAFFIOTI, H. I. B.; MUÑOZ-VARGAS, M. (Org.). Mulher brasileira é assim. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos: NIPAS; Brasília: UNICEF, 1994. p. 271-283.
VELOSO, Renato. Notas introdutórias sobre o debate das relações de gênero. Revista Universidade e Sociedade. São Paulo: Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior, 2003.

Downloads

Publicado

2014-08-30